Deus Cerveja e CIA

 

São dos encontros informais que surgem grandes ideias. Tomando cerveja ou vinho, beliscando petiscos, poetas e intelectuais fizeram belíssimas poesias e tiveram insights para teses das mais diversas. Sejam os cafés parisienses, frequentados por filosofos como Miche Foucault e Jean Paul Sartre ou os butecos cariocas frequentados pelo poeta Vinícius de Morais e o grande Tom Jobim, ou mesmo os botequins do Centro de São Paulo frequentados em um certo período por atores e atrizes do teatro.

Em ambientes assim, nos sentimos mais humanos e portanto mais livres e mais criativos.

Que tal sair um pouco dos temas futebolísticos ou da conversa superficial de quem está no último paredão do BBB, batendo um papo inteligente e repensando sobre questões como sociedade, política, religião, sexualidade entre muitos outros?

Tudo isso de forma descontraída, mas com um tempo de embasamento teórico e referências bibliográficas para inspirar o tom da conversa na mesa.

Está cansado de superficialidade?

Cansado do excesso de formalidade dos templos religiosos?

Ou enjoado da pieguice de palestras de autoajuda.

Se acha que o conhecimento acadêmico pode e deve ser compartilhado com todos, então você é nosso convidado.

Acompanhe aqui no site da Ruah e em nossa fanpage do facebook.

A Ruah cobra uma pequena taxa para a participação mais a conta do restaurante, é claro.